NOTÍCIAS

CDUL vs RCM: Um jogo com duas caras

O Rugby Clube Montemor deslocou-se até Lisboa para defrontar o CDUL, no Campo 2 do Estádio Universitário, na última jornada da primeira fase do campeonato.

Jogo sem grande significado, pois os lugares na tabela já se encontravam definidos à entrada, servindo para rodar alguns jogadores por parte de ambas as equipas.

O RCM não teve o início certamente desejado, perdendo a captação da bola do drop de início, começando desde logo a defender no seu meio-campo.

À passagem dos 5 minutos, e depois de conseguir suster uma primeira investida bem perto da sua linha de ensaio, o Montemor permitiu uma penetração do 3/4 centro do CDUL no meio do terreno que depois conseguiu ligar com o seu ponta, que só parou na linha de ensaio. O CDUL teve o início de jogo perfeito, inaugurando cedo o marcador.

O RC Montemor procurou reagir, com boas fases à mão dentro do território adversário. Uma maior solidez nas fases estáticas permitiu à equipa do RCM ter mais posse de bola e progredir, ainda que lentamente, no terreno.

Aos 15 minutos, João Bibe lesiona-se (lesão muscular) e é substituído por João Rodrigues, que ocupou a posição de ponta. Pedro Jaleco passou para a posição de abertura e João Maria Santos passa para defesa. Esta alteração veio a comprovar-se feliz, pois as linhas atrasadas do RCM passaram a “ter mais bola”.

Depois de desperdiçarem um pontapé frontal aos postes, foi mesmo a equipa visitante a reduzir a diferença no marcador para 7-3, quando já 19 minutos tinham sido jogados.

Ao contrário do último jogo, já se viu um RCM mais atrevido, com vontade de ter a bola na sua posse e, apesar da boa defesa dos da casa, os homens liderados por João Baptista iam construindo boas fases de jogo, com consistência.

Apesar disso, foi o CDUL a marcar o segundo ensaio da partida, aos 25 minutos, depois de um bom trabalho do seu pack avançado bem perto da linha de ensaio montemorense.

A equipa do RCM foi em busca de pontos, para fazer justiça ao que vinha fazendo dentro de campo e nos últimos 15 minutos da 1ª parte só deu Montemor, com várias hipóteses de marcar o seu 1º ensaio.

Aos 31min surge a maior oportunidade para o RCM, que depois de um alinhamento para as mãos de João Potier, montou um maul dinâmico que até caiu depois da linha de ensaio, mas Bruno Rodríguez não conseguiu fazer o toque para lá da linha.

Apesar da resistência da equipa do CDUL, a equipa visitante acabou mesmo por ser recompensada com um ensaio na última bola da 1ª parte.

À semelhança do que já tinha acontecido, o Montemor dispôs de um alinhamento bem conquistado novamente por João Potier, que deu origem a uma sequência longa de fases por parte dos avançados montemorenses que se iam aproximando da linha de ensaio. Já na 9ª fase, surge José Maria Vacas de Carvalho que, com um passe interior brilhante, descobre o capitão Manuel Nunes que mergulha para fazer os 5 pontos. Conversão bem medida de João Maria Santos e o RCM vai para o descanso a perder por 4 pontos.

Muito boa 1ª parte, com o RCM a exibir-se a um nível superior ao que nos tem mostrado neste início de época e a pôr certamente a equipa do CDUL, mais experiente, em sentido. A capacidade de conquistar as suas bolas nas fases estáticas permitiu à equipa do Montemor montar o seu ataque e “esticar o jogo”, algo que tinha tido muitas dificuldades em fazer nos jogos anteriores.

Intervalo: CDUL 14-10 RCM

O CDUL entrou mais pressionante na 2ª metade, colocando o jogo no meio-campo do RC Montemor.

Aos 8 minutos, acontece o momento que virou a história do jogo. Placagem tardia por parte de Pedro Jaleco e cartão amarelo. Jogando com menos um, a equipa do RC Montemor não foi capaz de suster a maior pressão dos da casa e começou a baixar de rendimento.

Aos 9 minutos entrou Pedro Beltrão, substituindo António Veiga Malta.

O CDUL, com uma unidade mais, marcaria o seu primeiro ensaio da 2ª parte aos 12 minutos. Formação ordenada a favor do RCM, a bola sai disparada, e o ressalto é favorável para os jogadores do CDUL que aproveitam para marcar mais 5 pontos.

Aos 17 minutos surge novo ensaio para a equipa da casa. Um buraco na defesa do RCM bem explorado pelo CDUL, com um passe interior a soltar o seu talonador, que galgou metros até ser parado já dentro da linha de ensaio.

Já com os 15 jogadores em campo, João Baptista aproveitou para lançar novos jogadores em campo.

Para as saídas de João Potier, Luís Marques dos Santos e José Luís Castro, entraram Joaquim Cunha e Reis, João Maria Valério (18 anos) e David Abreu, que realizaram a sua estreia na Divisão de Honra.

Os últimos 15 minutos do jogo foram um descalabro para os Mouflons, com a equipa visitante a encaixar quatro ensaios. O primeiro através de uma boa jogada das linhas atrasadas da equipa do CDUL, finalizada à ponta.

O RCM começou a parecer nervoso e a apresentar algumas debilidades na captação da bola no ar, permitindo ao CDUL reconquistar as bolas que pontapeavam. Já com Afonso Antunes (18 anos) no lugar de Miguel Rosa, surge novo ensaio dos da casa, que ao recuperarem a posse de bola bem dentro do território do RCM, montaram o seu ataque ao largo, e com superioridade numérica, chegaram ao 6º ensaio.

Houve ainda direito a mais 2 estreias na equipa do RCM, com a entrada de Francisco Mira (18 anos) a substituir o lesionado Pedro Jaleco, e Rodrigo Grilo (18 anos) a render António Mendes.

Até ao final do jogo, o CDUL ainda apontaria o último ensaio da manhã, aproveitando uma superioridade numérica no lado fechado.

Este foi um jogo com “duas caras”, em que o RC Montemor se mostrou a um grande nível na 1ª parte e caiu muito na segunda. Parece-nos que a equipa está, apenas nesta fase, a chegar aos níveis que nos habituou no passado, mas o cartão amarelo ao início da 2ª parte e as substituições que foram acontecendo (sem deixar de lado a boa resposta da equipa da casa) foram os ingredientes principais na visivel quebra dos Mouflons.

Apesar do resultado, nota positiva para a equipa de João Baptista, que demonstrou ter nível para ombrear com as equipas mais fortes deste campeonato, “apenas” precisando de manter o ritmo durante 80 minutos para poder disputar os jogos.

Resultado Final: CDUL 52-10 RCM

15 Inicial

1.Bruno Rodríguez, 2. António Veiga, 3. António Mendes, 4. José Luís Castro, 5. João Potier, 6. António Cecílio, 7. Manuel Malta Nunes, 8. Luís Marques dos Santos, 9. José Maria Vacas de Carvalho, 10. João Bibe, 11. João Maria Santos, 12. João Vacas de Carvalho, 13. António Redondo, 14. Miguel Rosa, 15. Pedro Jaleco

Suplentes

16. Pedro Beltrão, 17. Rodrigo Grilo, 18. Joaquim Cunha e Reis, 19. David Abreu, 20. João Maria Valério, 21. Afonso Antunes, 22. João Rodrigues, 23. Francisco Mira