NOTÍCIAS

RCM VS CDUL: Mouflons cederam nos 10 minutos finais

O Rugby Clube Montemor realizou o seu primeiro jogo em casa esta época, caindo de pé frente a uma equipa do CDUL que necessitava de vencer com ponto de bónus para poder continuar a sonhar com o 1º lugar do Grupo B, de maneira a evitar a ida ao playoff de acesso ao grupo do título.

João Baptista Malta e José Mendes Silva procederam apenas a 2 alterações para este jogo, fazendo entrar António Cecílio para o lugar de Pedro Silva Borges e João Bibe, que assumiu a camisola 10, para o lugar do lesionado Pedro Jaleco, relegando Miguel Casadinho para a posição de defesa.

Os Mouflons voltaram a não ter um bom início de jogo. Um drop de começo directamente para fora deu origem à primeira melee do jogo, que permitiu ao CDUL atacar com as suas linhas atrasadas, que ganharam bastantes metros, instalando-se desde logo dentro dos 22 metros do Montemor, mas sem conseguir pontuar.

Foi mesmo a equipa da casa a inaugurar o marcador. Um pontapé de penalidade de Miguel Casadinho, a castigar uma falta no ruck por parte dos universitários, colocou os primeiros pontos no marcador, à passagem dos 9 minutos.

O CDUL não demorou a responder e logo no pontapé de recomeço o seu ponta recolheu uma bola perdida na captação dos da casa e mergulhou directamente na linha de ensaio. Um erro infantil por parte do RCM, prontamente aproveitado pelos forasteiros, para o 1º ensaio do jogo.

O Montemor iria usufruir de nova penalidade dentro do meio-campo adversário e Miguel Casadinho, desta vez com um maior grau de dificuldade, a ir aos postes e a corresponder, reduzindo a diferença para 6-7, quando estavam decorridos 14 minutos de jogo.

Aos 17 minutos da 1ª parte, é a vez de o CDUL responder, através dos seus avançados, com o nº8 a finalizar um bom trabalho do seu pack avançado na formação ordenada a 5 metros da linha.

O jogo encontrava-se repartido, com o Montemor a apostar mais no jogo ao pé, mesmo jogando contra o vento, colocando pressão no “três de trás” dos lisboetas, ao passo que estes iam rodando a bolas pelas suas linhas atrasadas mas sem conseguir furar uma linha defensiva bem montada pela equipa da casa.

Aos 23 minutos de jogo, o 3/4 ponta Luís Vacas de Almeida é admoestado com o cartão amarelo depois de uma placagem perigosa e pouco tempo depois surge um ensaio das linhas atrasadas do CDUL que, com um homem a mais, jogaram ao largo, finalizando uma boa jogada colectiva.

Já com Luís Vacas de Almeida em campo e a jogar com uma unidade a mais, o RCM foi em busca do resultado, mas a falta de consistência nas suas fases estáticas não permitia à equipa montemorense montar o seu ataque organizado. Foi mesmo o CDUL novamente a marcar, à passagem do minuto 36, aproveitando nova falha de captação da bola no ar por parte da equipa da casa, alcançando o seu tão desejado ponto de bónus ainda na 1ª parte.

A equipa do RC Montemor não baixou braços e, na última bola da 1ª parte, viu o seu esforço recompensado com um ensaio de insistência de Manuel Marques dos Santos, que seguiu rápido uma penalidade a 10 metros da linha, sem ninguém o conseguir parar.

O Rugby Clube Montemor só se podia recriminar a si mesmo por não estar mais perto do resultado.

INTERVALO: RCM 13-26 CDUL

O início da 2ª parte trouxe-nos um Montemor a assumir mais as rédeas do jogo, que aproveitou o vento pelas costas para colocar o jogo bem dentro do meio campo dos universitários.

Depois de ameaçar por uma vez, com um chuto que passou ligeiramente ao lado dos postes, Miguel Casadinho voltou a adicionar 3 pontos no marcador, deixando o RCM apenas a 10 pontos do CDUL.

As oportunidades iam-se dividindo, com o CDUL a conseguir levar o jogo mais para o território da equipa da casa, mas sem nunca conseguir penetrar a defensiva montemorense, tanto no jogo fechado como no jogo ao largo. Os sucessivos erros nos alinhamentos por parte do Montemor continuavam a não permitir a manutenção da posse de bola.

A resistência dos Mouflons durou até aos últimos 10 minutos da partida. Já com Henrique Renga, Pedro Beltrão, João Potier e Pedro Tigre em campo, a equipa da casa sofre o primeiro ensaio da 2ª metade, depois de não conseguir travar uma sucessão de fases à mão.

A partir desse momento só deu CDUL, com a equipa de fora a conquistar mais 2 ensaios e a selar a vitória por expressivos 43-16.

Apesar do resultado avolumado, é de salientar o equilíbrio em largos períodos do jogo, com o RCM a jogar olhos nos olhos com uma equipa forte que é uma das candidatas ao título.

Destaque para as estreias dos jogadores Afonso Martelo e João Rodrigues com a camisola do RCM na Divisão de Honra.

RESULTADO FINAL: RCM 16-43 CDUL

15 Inicial

1. Diogo Porto, 2. António Veiga, 3. António Mendes, 4. José Luís Castro, 5. Manuel Marques dos Santos, 6. António Cecílio, 7. Manuel Malta Nunes, 8. José Pedro Pinto Gouveia, 9. José Maria Vacas de Carvalho, 10. João Bibe, 11. Miguel Rosa, 12. João Vacas de Carvalho, 13. António Redondo, 14. Luís Vacas, 15. Miguel Casadinho

Suplentes

16. Pedro Beltrão, 17. Rodrigo Grilo, 18. João Potier, 19. Pedro Rosado 20. Henrique Renga, 21. Pedro Tigre, 22. João Rodrigues, 23. Afonso Martelo

👉Assista aqui ao resumo do jogo